PREFEITURA MUNICIPAL REALIZA PAGAMENTO AOS FUNCIONÁRIOS DA JLS PDF Imprimir E-mail
Conforme anunciado no sábado (25), a Prefeitura Municipal realizou na tarde desta segunda-feira (27) o pagamento do décimo terceiro e do salário de dezembro a todos os funcionários da empresa terceirizada JLS Serviços, que totalizou o valor de R$ 127 mil.
 
Segundo o prefeito Paulo Altomani, o contrato com a empresa JLS será rescindido e será aberta uma nova licitação, em caráter emergencial. “Vamos rescindir o contrato com a empresa JLS Serviços e, através de uma licitação emergencial, contratar uma nova empresa, procurando manter todos os funcionários que estão trabalhando hoje. Eles já conhecem o serviço, os departamentos e podem seguir tranquilamente”, explicou.
 
Para a funcionária Ana Cristina Almeida, que trabalha em uma creche no Jacobucci, sem o apoio da prefeitura esse salário não teria sido pago. “Estava triste porque chegou o fim de ano e todo mundo fazendo compras, se preparando para a ceia de Natal e nós, sem receber salários, não pudemos comprar ou fazer nada. Minha filha, que também trabalha na JSL, teve sorte porque um amigo a ajudou, dividindo sua cesta básica com ela, mas muita gente não teve essa sorte e passou fome e outras necessidades. A maioria dos funcionários são mulheres, que são arrimo de família, e não tem ninguém a quem recorrer. Somos nós que lutamos e trabalhamos todo dia para conquistar o nosso tão suado dinheiro. E um mês é muita coisa, só quem tem dificuldades sabe o quanto é difícil ficar sem salário por um mês. Essa atitude do prefeito Paulo Altomani foi uma maravilha. Se não fosse a ajuda da prefeitura, a JLS iria continuar sem pagar o pessoal, porque ela estava recebendo da prefeitura, mas não estava repassando para os funcionários. O mais louvável ainda é a prefeitura mandar embora uma empresa dessas, que não tem deveres e não cumpre as leis. Só tenho a agradecer a prefeitura, porque essa empresa JLS já comete esses problemas há muito tempo, isso é velho, de gestões anteriores, mas agora isso veio à tona. E como já falei, para muitos um mês não é nada, mas se você não apresentar R$ 2,65 no ônibus, o cobrador não deixa você passar na roleta. Somos mulheres de fibra, de garra, trabalhamos direitinho e queremos o nosso salário em dia”, disse a funcionária.
 
O prefeito Altomani ressaltou que todo o esforço foi feito dentro da legalidade. “Tivemos a autorização do Ministério Público do Trabalho e conseguimos cumprir o compromisso que anunciamos no sábado (25). Pedimos desculpas aos funcionários, pelos erros da empresa JLS. Tudo o que for dentro da legalidade a prefeitura não vai poupar esforços para tentar contemplar os funcionários com aquilo que é merecido. Aproveito para agradecer à presença dos vereadores que estão sempre junto conosco e ao pessoal da tesouraria que trabalhou com muito afinco para que os cheques estivessem prontos para serem entregues aos funcionários nesta tarde”, finalizou o prefeito Altomani.
 


Compartilhe essa informação
 
 

Menu Notícias