» PEÇA DE TEATRO COMEMORA O DIA NACIONAL DO LIVRO INFANTIL PDF Imprimir E-mail
Qua, 18 de Abril de 2007 14:26



Em comemoração ao Dia Nacional do Livro Infantil, foi encenada na tarde desta quarta, dia 18, na EMEB “Angelina D. de Mello”, no bairro Santa Felícia, para alunos da rede municipal de ensino, a peça teatral “A pílula falante”, baseada na obra do escritor brasileiro Monteiro Lobato, com o grupo “Seres da Mala”, que tem como integrantes Gustavo Dalla Dea, Rosana Demarchi e Natália da Silva Pereira.
Além dos alunos da EMEB do Santa Felícia, também assistiram a peça alunos das EMEBs “Antonio Stella Moruzzi”, do Jardim Tangará, e “Dalila Galli”, do Jockey Clube.

Pelo calendário brasileiro, o Dia Nacional do Livro Infantil é comemorado no dia 18 de abril, conforme determina a Lei Federal nº 10.402 de 8 de janeiro de 2002. A data foi escolhida em homenagem a Monteiro Lobato, nascido em 18 de abril de 1882, na cidade de Taubaté (SP), e que se tornou o mais importante escritor de literatura infantil do Brasil. O escritor, falecido em 4 de julho de 1948, era chamado carinhosamente na infância de Juca.

Sua primeira história infantil – “A menina do narizinho arrebitado” – deu origem à Narizinho do Sítio do Pica-pau Amarelo, lançado em dezembro de 1920. A partir daí, Lobato continuou escrevendo livros infantis de grande sucesso, especialmente com Narizinho e outros personagens, como Dona Benta, Pedrinho, Tia Nastácia, Visconde de Sabugosa, boneco de sabugo de milho, e Emília, a mais famosa e curiosa boneca de pano.

Monteiro Lobato foi também o criador de personagens ligados à cultura brasileira, recuperando os costumes da roça e das lendas do folclore brasileiro. Um de seus personagens mais representativos nessa linha é o Jeca Tatu, que vivia desanimado e se tornou símbolo do homem da roça preguiçoso e desleixado, mas depois de uma consulta com o médico em que foi diagnosticada a doença que sofria, o amarelão, foi tratado com remédios e ficou curado, forte, alegre e animado.

Então, ao descobrir que o amarelão é um bichinho que entra no corpo pela sola dos pés, o Jeca colocou calçados nos porcos, galinhas e todos os animais da fazenda. Por sua habilidade em descrever esse personagem, Monteiro Lobato o fez um símbolo do típico caipira paulista. Um outro evento aconteceu na Biblioteca Municipal “Amadeu Amaral”. Foi uma exposição de livros de “Monteiro Lobato”, que contou com a visita da Escola Infantil Anjo da Guarda, onde os alunos assistiram a Hora do conto.

Palestra
Ainda como parte das comemorações do Dia Nacional do Livro Infantil, o Sistema Integrado de Biblioteca (SIBI), da Prefeitura, realiza nesta sexta, dia 20, a partir das 14h30, no anfiteatro “Prof. Mário Tolentino” da Biblioteca Pública Municipal “Amadeu Amaral” (rua Treze de Maio, 2.000), a palestra “Literatura infantil: Lições que aprendemos com quem aprende”, ministrada pelo Prof. Dr. Márcio Roberto do Prado, do Departamento de Letras Modernas da Faculdade de Ciências e Letras da Unesp de Araraquara. A entrada é franca.

Lourdes Moraes, diretora SIBI, convida todos para esta palestra. “É uma palestra muito interessante e eu tenho certeza de que as pessoas irão adorar. Aproveito para convidar todas as pessoas que se interessam pelo assunto”, concluiu.

(18/04/07)
 
 

SIM Online