» BALCÃO DE EMPREGO PDF Imprimir E-mail
Sex, 22 de Fevereiro de 2008 16:17

Crescimento de 163% em vagas coletadas em 2007.

BALCÃO DE EMPREGOS BATE RECORDE COM 5.035 VAGAS CAPTADAS

O Balcão de Empregos da Prefeitura, órgão da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia, fechou 2007 com um crescimento de 163% no índice de vagas de trabalho coletadas. No ano passado foram captadas 5.035 vagas ante 1.914 registrado em 1999. Antes da conclusão desses números, o melhor desempenho do balcão fora notado em 2005, quando houve a coleta de 3.875 vagas.

O número de atendimentos também cresceu consideravelmente. Em 2007 foram 25.255 candidatos a um lugar no mercado de trabalho contra 7.550 atendidos em 1999, o que representa um crescimento de 234%. “Os números são reflexo da maior oferta por vagas de trabalho no Brasil e, em especial, em São Carlos, que gerou 2.616 novas vagas em 2007. Novas oportunidades surgem tanto para aqueles trabalhadores que estão desempregados quanto aos que buscam uma colocação ainda melhor no mercado de trabalho, o que aumenta a rotatividade nas empresas, daí a procura maior pelo atendimento do balcão”, analisa o chefe de Divisão do Balcão de Empregos, Rafael Gustavo de Souza.

Essa procura deve aumentar ainda mais nesse ano, adianta Souza. Ele explica que a partir do segundo semestre, as vagas oferecidas pelo Balcão de Empregos estarão à disposição no Portal do Cidadão. “Com esse novo sistema, o trabalhador desempregado não necessitará deslocar-se diariamente em busca das vagas disponíveis. Basta ir a um vizinho que possua internet ou mesmo procurar os telecentros para fazer a consulta”, explica.

Crescimento real
A maior procura pelo Balcão de Empregos segue a tendência do crescimento de empregos no município. No balanço do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) e da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia, São Carlos acumula, em 7 anos, um saldo de 14.850 trabalhadores empregados. O índice de crescimento é de 34,4% no total acumulado dos empregos formais e supera o desempenho de cidades do mesmo porte.

Essa taxa de variação de 34,4% é superior ao índice de crescimento populacional, o que significa um crescimento real do emprego. O setor de serviços foi o principal gerador de empregos no município. De janeiro de 2001 a dezembro de 2007, respondeu pela criação de 6.678 vagas. O comércio vem na seqüência com 3.794 empregos e a indústria de transformação com 3.593 vagas.

Do período pesquisado, 2004 registrou o maior crescimento de empregos: 8,96%, com um saldo de 4.191 trabalhadores empregados. Ano passado, a cidade fechou com um índice de 4,75%. O saldo de pessoas empregadas foi de 2.616. A cidade segue a tendência do Brasil em relação ao crescimento de empregos, que acumula um saldo de 31% superior ao resultado de 2006.

“A geração de empregos em São Carlos não é sazonal e não sofre a influência da agroindústria, pois cidades que dependem deste setor têm crescimento de emprego em alguns períodos e baixa no momento posterior. O crescimento do emprego aqui é sólido e reflete o empenho do poder público no desenvolvimento de nossa cidade”, lembra o secretário de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia, Emerson Leal.

Inclusão
Ainda em fase de implantação está o Programa de Inclusão de Pessoas com Deficiência, que visa auxiliar a inserção desse grupo de trabalhadores no mercado. Já existe um programa-piloto em que o interessado em encontrar emprego é cadastrado e submetido a cursos de qualificação profissional. Também já existe no Balcão de Empregos a Rede de Atendimento à Mulher. “A seção da Secretaria de Cidadania e Assistência Social, que atende a mulher, já formou uma rede de ações de atendimento preferencial para esse grupo de trabalhadoras a fim de colocá-las ou recolocá-las no mercado de trabalho”, informa Souza.

“O Balcão de Empregos atua para melhorar as condições de empregabilidade dos nossos trabalhadores. Dessa forma, além da intermediação da mão-de-obra, criamos o programa Passe Emprego, que destina vale-transporte gratuitamente, custeado pela Prefeitura, aos trabalhadores desempregados para facilitar seu deslocamento na busca por uma oportunidade de emprego. Outra iniciativa é a ‘oficina para uma boa entrevista de emprego’, curso ministrado por uma psicóloga especialista na área, que busca auxiliar o trabalhador nos vários aspectos importantes para saber valorizar suas habilidades em uma entrevista de emprego”, lembra o diretor do Departamento de Economia Solidária, Reynaldo Norton Sorbille.




Evolução do emprego em São Carlos.

(22/02/08)