SÍMBOLOS CÍVICOS PDF Imprimir E-mail



 

BRASÃO DO MUNICÍPIO DE SÃO CARLOSDescrição do Escudo de Armas da Cidade de São Carlos
(Lei-n. 1023 de 22-9-1948)


Escudo redondo português encimado pela coroa mural privativa das Municipalidades. Em campo de blau (azul) cinco pinheiros do Brasil (Araucaria brasiliensis) de ouro, postos em sautor. Firmados em chefe cinco escudetes, dos quais o do centro se avantaja aos outros.

Nele se apresenta a efígie de São Carlos Borromeu, patrono da cidade, seu município e diocese. Reveste-se o santo arcebispo de Milão, teólogo ilustre e extraordinário filantropo, da púrpura cardinalícia recordando a sua entrada na primeira mocidade no Sagrado Colégio, em virtude de seus méritos excepcionais, Assim a efígie de São Carlos e os cinco pinheiros constituem as 'armas falantes' , recordando o nome tradicional de São Carlos do Pinhal.

A partir da dextra para a senestra assim se descrevem os demais escudetes:
- um 'agibão de armas' bandeirante, ao natural, em campo de goles;
- uma montanha de ouro folhetado em campo de blau e terrado de sinople, (verde), do escudo de cuiabá;
- uma folha de figueira de sinople e um bicudo de sable (negro) em campo de ouro;
- partido; no primeiro, quatro bandas de goles em campo de ouro; no segundo, uma torre de prata em campo de goles.

Suportes: Dois ramos de café, frutados ao natural, a que se prendem, a dextra e a senestra, seis pinhas, também ao natural.

No listel, em campo de blau, a divisa, em letras de ouro: Procedo dos bandeirantes - A bandeirantibus venio. Os dois primeiros escudetes recordam que as terras de São Carlos se achavam no caminho que de São Paulo, via Araraquara, demandava Cuiabá, no tempo das bandeiras, circunstância que fixou na região os seus primeiros desbravadores.

O terceiro escudete traz a folha de figueira e o bicudo, símbolo heráldico dos escudos atribuídos aos apelidos de Neto e Bicudo; recordam dois dos mais notáveis moradores das terras sancarlenses, aí fixados no século XVIII e principios do século XIX: Pedro José Neto e Felipe de Campos Bicudo.

No quarto escudete as bandas e a torre de prata são os símbolos heráldicos que rememoram duas outras personalidades notáveis do passado sancarlense: Carlos José Botelho e Jesuíno José Soares de Arruda, os verdadeiros fundadores da Cidade de São Carlos.

Os ramos de café relembram que a grandeza do município sancarlense se deveu à sua grande e rica lavoura cafeeira.
 
 
 

BANDEIRA DO MUNICÍPIO DE SÃO CARLOS
A Bandeira do Município de São Carlos apresenta um campo retangular com dois círculos sobrepostos, inscritos no centro. Um campo de blau com círculo anelar de prata, onde está inscrito de sinople, tendo no centro a figura de um pinheiro de ouro, como símbolo figurativo.

Descrição heráldica e histórica - o Pavilhão do município é uma síntese de dois motivos principais:
- as cores nacionais e municipais
- símbolo constante do Brasão de São Carlos

Apresenta todas as cores nacionais: campo de blau (campo do Brasão e esfera de blau da Bandeira Nacional); círculo anelar de prata (campo do escudete do Santo Arcebispo de Milão, São Carlos e banda de prata da esfera de blau da Bandeira Nacional); círculo de sinople (campo de sinople da Bandeira Nacional); pinheiro de ouro do Brasão da cidade, como sua segunda Arma Falante, cuja cor recorda a do campo do losango da Bandeira Nacional.

Heraldicamente o pavilhão do município de São Carlos recorda:
- Campo de blau - campo do Brasão e esfera nacional.
- Círculo anelar de prata - campo do escudete de São Carlos (primeira Arma Falante) e auréola de santidade da figura do Santo Arcebispo e, ainda, a banda de prata do pavilhão nacional.
- Círculo de sinople - campo do pavilhão nacional e os suportes (ramos) do Brasão da cidade.
- Pinheiro de ouro - símbolo principal e segunda Arma Falante da cidade, transcrito dos cinco pinheiros colocados em sautor sobre o campo de blau do Brasão.

Como inspiração do Brasão, a bandeira conserva a tradição (fundo do Brasão), a origem nominal da cidade (círculo anelar de prata - Arcebispo de Milão "São Carlos" - a primeira Arma Falante), a segunda origem nacional da cidade (Pinheiro de Ouro - primeira Arma Falante). A bandeira composta transpondo-se às cores de metais, do modo que assim homenageou-se o Brasil, do qual a cidade de São Carlos é uma ilustre filha.

Simbologia das cores e metais:
- Blau (azul) - segunda cor heráldica: justiça, nobreza, virtude;
- Prata (branco) - segundo metal heráldico: pureza, verdade, felicidade;
- Sinople (verde) - terceira cor heráldica: amizade, esperança;
- Ouro (amarelo) - primeiro metal heráldico: riqueza glória, poder.
 
 

HINOS DO MUNICÍPIO DE SÃO CARLOS
 
Hino de São Carlos :                              
 

Hino de São Carlos  versão popular:


Hino de São Carlos
Música: Heitor de Carvalho
Letra: Vicente de Paulo Rocha Keppe

Minha Terra, cidade sorriso,
De São Paulo esmeralda querida,
Catedral onde rezam cantando
A Cultura e o Labor, sua vida.

Estendida em outeiros altivos,
Coruscantes ao brilho do sol,
És, a um tempo, presépio e palácio,
Onde mora da graça o crisol,
Se o Gregório murmura em surdina,
Uma prece mimosa a teus pés,
Lá, bem alto, as escolas derramam
Como bençãos de Deus de revés...

Se do excelso Jesuíno, és a glória,
Do Botelho a maior emoção;
Tu acolhes aos dois, no aconchego,
Do teu grande e fiel coração.
E caminhas soberba e pujante.
Vais subindo e crescendo gentil,
Teu destino é de todo paulista,
O de amar e servir ao Brasil!!!

Brasil!!!
 
 

REFIS 2019